+55 (21) 2567-8841 / +55 (21) 97631-1719 / +55 (21) 98332-6584 info@aquarelas.tur.br

O GRANDE PANORÂMICO: SALVADOR & CHAPADA DIAMANTINA – JERICOACOARA & LENÇOIS MARANHENSES – CRUZEIRO FLUVIAL A SANTAREM – PANTANAL – MINAS GERAIS – RIO DE JANEIRO & PARATY

Apresentação

O Grande Panorâmico é uma sugestão para se conhecer boa parte do indispensável brasileiro. Neste roteiro, o viajante vai passar por 04 das cinco regiões que compõem o território do Brasil. Uma mistura de cultura, história e natureza para os amantes da boa viagem.

ATRAÇÕES

Em Salvador, as raízes africanas do Brasil, a Capoeira & o Candomblé
Herança histórica colonial em conjunto com a simpatia dos habitantes
A imensidão di Parque Nacional da Chapada Diamantina & os povoados de Lençois & Capão
Jericoacoara, para os amantes de surf & vida noturna
O Delda do rio Parnaíba, seus mangues & o Guará, o Ibis brasileiro
O deserto de areias brancas, suas lagoas de águas cristalinas e oásis populosos
Cruzeiro provado em direção ao Rio Tapajós & Alter do Chão
Muduruku, o ritual do fogo indígena
As terras alagáveis do Pantanal e sua biodiversidade única
Viagem de carro pelas cidades coloniais de Minas Gerais : Tiradentes, Congonhas, Ouro Preto
As obras primas arquitetônicas e os simbolos barrocos do Brasil colônia
A Baía de Guanabara, o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar
Paraty, patrimônio mundial romântico e tropical
História – Cultura – Gastronomia – Ecoturismo – Etnotourismo – Aventura – Far Niente – Fauna & flora

Roteiro de 25 dias

Saiba mais informações e conheça todas as atividades inclusas nesse roteiro.

DIA 1 : SALVADOR / PELOURINHO & CENTRO HISTÓRICO
Às 09:30, encontro no lobby do hotel com o guia de turismo. Visita guiada ao “Pelourinho”, onde a energia e a história de Salvador estão concentradas. A pé, ao longo de casas clássicas e igrejas, a cidade revela seus segredos e seus tesouros barrocos. O “Pelourinho” surpreende o viajante. Em alguma esquina, uma surpresa: um batuque, alguns baianos, uma cerveja gelada, um berimbau: uma Roda de Capoeira. Do “Elevador Lacerda” é possível ver a baía, o distrito “do Comercio”, a feira turística da “Praça da Sé” e o museu da cultura afro-brasileira, o coração de Salvador. Retorno ao hotel no final da manhã. Tarde livre.
Refeições não incluídas. Pernoite no hotell.

DIA 2 : SALVADOR – PALMEIRAS – CAETÉ AÇU
Às 06:00, encontro no lobby do hotel. Translado em veículo privado à estação de ônibus de Salvador. Às 07:00, saída de ônibus em direção a Palmeiras, porta de entrada do Parque Nacional da Chapada Diamantina. Passeio de 07H30 para 445 km. Na chegada, recepção e translado em veículo privado para Caeté Açu. Trajeto de 00H30 para 40 km. Instalação no hotel e fim do dia livre na aldeia.
Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 3 : CAETÉ AÇU – GERAIS DO VIERA – GERAIS DO RIO PRETO – VALE DO PATI
Após o café da manhã, traslado ao fundo do vale, em Bomba. A caminhada do dia leva ao coração do parque nacional. O caminho é longo, 06H00 a pé por 600 metros de altitude, mas a natureza recompensa os andarilhos a cada momento. Paisagens seguem uma a outra nos platôs. As aves são discretas. Piquenique frente a imensidão do Brasil e suas formações únicas. Descida íngreme no coração do cânion antes da última passagem que leva ao Vale do Pati. Instalação na Raquel. Oferece abrigo e comida. Noite livre sob as estrelas.
Refeições incluídas. Pernoite em casa de habitante.

DIA 4 : VALE DO PATI / CAHOEIRAS E MORRO DO CASTELO
Após o café da manhã, caminhada nas proximidades até as cachoeiras que irrigam o vale verde. Natação e descontração na Cachoeira das Bananeiras. Massagem sob o funil. Piquenique ao pé da Cachoeira do Lajeado. À tarde, oportunidade para subir o Morro do Castelo. A subida é curta e intensa. Caminhada de 01H20 para 400 metros de altitude. No topo, a vista dos desfiladeiros e vales é esplêndida. A descida termina ao anoitecer, o refúgio está à vista. A noite estrelada pressagia sonhos férteis.
Refeições incluídas. Pernoite em casa de habitante.

DIA 5 : VALE DO PATI – GUINÉ – LENÇÓIS
Após o café da manhã, a caminhada começa com destino a vila da Guiné. Caminhada de 05H00 para 450m de altitude. Subida ao planalto do Rio Preto. O cume abre em um caminho plano. Pausa para banho e almoço nas margens do rio Negro. A viagem continua até o Beco, uma parada antes da descida a Guiné. Lá, espera por um veículo terrestre. Translado para Lençóis. Trajeto de 01H30 para 80 km. Noite livre.
Almoço incluído. Jantar não incluído. Pernoite em hotel.

DIA 5 : LENÇÓIS – SALVADOR
Manhã livre.
Ao meio dia, chegada à rodoviária de Lençois por conta própria. Às 13:00, partida do ônibus para Salvador. Trajeto de 06h30 para 415 km. Recepção à chegada e translado em veículo privado para o hotel. Instalação e noite livre.
Passagem de ônibus incluída. Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 6 : SALVADOR – FORTALEZA – JERICOACOARA
02H00 antes da decolagem, translado em veículo privado ao aeroporto. Voo doméstico Salvador – Fortaleza (hora e número de voo a serem especificados). Recepção no aeroporto e translado em veículo privado com destino a Jericoacoara. Viagem de 04H30 para 320 km. A estrada pavimentada dá lugar a uma trilha entre dunas e palmeiras; o sentimento de aventura cresce à medida que a vila se aproxima. Os habitantes saúdam a chegada dos visitantes. Instalação no hotel e tempo livre na aldeia de “ruas” arenosas.
Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 7 : JERICOACOARA / LIVRE
Dia livre.
Numerosas atividades são possíveis nos arredores:

  • ½ dia em buggy até Tatajuba ou à « Pedra Furada » ;
  • Cavalgada pelas dunas e praias de « Jeri » ;
  • Caminhadas para escorregar pelas dunas em sandboard;
  • Sonolência, preguiça e peixe grelhado;
  • Locação de barco ou caiaque;
  • Iniciação ao kitesurf e ao windsurf, locação de material.

Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 8 : PARNAÍBA – DELTA DAS AMERICAS – CABURE – ATINS
Após o café da manhã, translado em veículo privado para o “Porto dos Tatus”. Embarque em uma lancha para atravessar o delta do rio Parnaíba. Ele se desloca entre ilhas e canais. Natação em meio a pássaros e barcos. Pesca de caranguejo na lama! A manhã se estende e Tutóia surge. Desembarque e almoço antes da última parte do dia. Uma viagem em 4x4 às margens do oceano, passeio por cerca de 60 km até o povoado de Caburé, onde são avistadas algumas cabanas de pescadores. Um último trajeto em barco para atravessar a foz do rio Preguiças e alcançar Atins. Instalação na pousada. Tempo livre no povoado na foz do Rio Preguiças. Um claro convite à tranquilidade.
Refeições não incluídas. Pernoite em pousada.

DIA 9 : ATINS / LENÇÓIS MARANHENSES
Após o café da manhã, nova excursão para conquistar o deserto. A história se repete nas curvas e cores das dunas e lagoas. A superfície, acariciada pelo vento, é modificada pela presença dos mergulhadores. Os ângulos de visão e as cores são favoráveis à fotografia. Pés na água. A tarde continua ao ritmo do deserto e da natação. O declínio do sol tinge o horizonte em um momento de meditação. Retorno para Atins ao anoitecer.
Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 10 : ATINS – RIO PREGUIÇAS – BARREIRINHAS
Após o café da manhã, a bordo de um barco a motor, navegação até a aldeia de Mandacaru. Uma centena de passos separam os viajantes de um panorama da região e de Caburé. Uma língua de areia que desaparece sob a atividade do oceano e do rio. O barco sobe o rio para o almoço. Incursão no mangue com caranguejos. Progressão silenciosa atenta aos sons de garças e papagaios. Chegada a Barreirinhas no final do dia.
Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 11 : BARREIRINHAS – LENÇÓIS MARANHENSES – BARREIRINHAS
Manhã livre na vila de Barreirinhas. Às 14:00, encontro no lobby do hotel com um guia de turismo. Excursão ao limite sul do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses. Na trilha, a vegetação muda, as palmeiras “babaçu” e “buriti” desaparecem. As dunas se espalham até onde os olhos podem ver. A história se repete nas curvas e cores das lagoas. A superfície, acariciada pelo vento, é modificada pela presença dos mergulhadores. O declínio do sol tinge o horizonte para um momento de meditação. Retorno a Barreirinhas depois do anoitecer.
Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 12 : BARREIRINHAS – SÃO LUIS
Após o café da manhã, translado em veículo coletivo com destino a São Luis. Trajeto de 04H00 para 260 km. Aldeias e plantações passam por trás das janelas. Uma imagem sem filtro do cotidiano local. Pausa para o almoço ao longo da estrada antes da última linha reta. Instalação no hotel. Tempo livre no centro histórico de São Luis.
Refeições não incluídas. Pernoite em hotel.

DIA 13 : SÃO LUIS – SANTARÉM – RIO JARI – RESERVA FLORESTAL DE TAPAJOS
03H00 antes da decolagem, translado em veículo privado ao aeroporto. Voo doméstico São Luis – Santarém (hora e número de voo a serem especificados). Recepção no aeroporto e transferencia privada ao porto flutuante. O guia acompanhará o grupo durante o Cruzeiro de 04 dias e 03 noites. Embarque e instalação a bordo de um barco típico da região. Apresentação da equipe em torno de um coquetel de frutas antes de zarpar. Navegação para o Rio Jari, uma área inundada onde todos os tipos de animais se divertem: caimãs, pássaros, capivaras, botos cor de rosa, lontras. Almoço na vila Arapixuna. Visita da comunidade, que vive da pesca e da cultura da mandioca. No final do dia, navegação pelo Rio Tapajós rumo a Floresta Nacional do Tapajós. Jantar e tempo livre sob as estrelas, aos sons dos murmúrios da floresta amazônica.
Refeições incluídas. Pernoite a bordo.

DIA 14 : RESERVA FLORESTAL DE TAPAJOS – ALTER DO CHÃO
Após o café da manhã, caminhada no coração da floresta primária. 4 horas de caminhada sem desnivelamento. O guia é essencial para desbloquear o mistério deste maravilhoso complexo. A trilha revela alguns segredos: seringueiras, plantas medicinais, árvores gigantes com mais de vinte metros de circunferência. Retorno a bordo para o almoço. O barco dirige-se para o sul e logo se aproxima de “Alter do Chão”. Uma aldeia encantadora, famosa por sua língua de areia no meio das águas escuras. Tempo livre no Museu do Índio, nas lojas de artesanato ou na praia. Jantar a bordo e noite livre.
Refeiçoes incluidas. Pernoite a bordo.

DIA 15 : ALTER DO CHÃO – JAMARACUA – ALTER DO CHÃO
Após o café da manhã, caminhada até a comunidade de Jamaracua. 02H00 de caminhada irregular no coração da floresta secundária. O guia é essencial para descobrir o descoberta do meio ambiente e, mais particularmente, das técnicas desenvolvidas pelos índios para sobreviver. Não é fácil se orientar, defender, vestir e alimentar nesta imensidão. Seus conhecimentos impressionam: plantas, frutas e caminhos não são segredos para eles. Mais curioso, são os meios de camuflagem e comunicação. No final da manhã, chegada à aldeia localizada na Reserva Extrativista Rio Tapajós. Visita da aldeia acompanhada pelo guia para entrar em contato com os costumes locais. Almoço no local. Tarde de canoagem nos braços inundados. A progressão é lenta e silenciosa à procura da fauna que vem beber ou caçar nos barrancos. Banho nas águas escuras. Chegada em Alter do Chão no final da tarde. O jantar é servido na praia arenosa. Noite sob as estrelas.
Refeiçoes incluidas. Pernoite a bordo.

DIA 16 : ALTER DO CHÃO – MAICÁ – SANTARÉM – BELO HORIZONTE
Navegação matinal para o Lago Maicá. Passeio de canoa pelo manguezal entre casas de palafitas, macacos, preguiças e muitos pássaros. A paz reina neste lugar.
Retorno a bordo para se direcionar a Santarém. Última experiência no Encontro das Águas dos rios Negro e Tapajós e das águas claras do Rio Amazonas. A experiência amazonica termina perto do almoço. Ela não havia panas começado? Desembarque e transferencia privada ao aeroporto de Santarém. Voo domestico Santarém – Belo Horizonte (horário e número do voo a serem especificados). Recepção no aeroporto e transferencia privada ao hotel. Fim do dia livre.
Almoço incluido. Jantar nao inlcuido. Pernoite no hotel.

DIA 17 : BELO HORIZONTE – INHOTIM – OURO PRETO
Às 08:30, encontro no lobby do hotel com o guia de turismo. Ele acompanhará o grupo na estrada das cidades coloniais. Em veículo privado, translado ao complexo de Inhotim. Trajeto de 01H20 para 65 km. Criado em 2005, este jardim paisagístico e botânico abriga uma coleção de arte contemporânea em “um local de produção de conhecimento onde o ambiente e a arte coexistem”. Visita do complexo, teatro de muitas iniciativas culturais e científicas. O fechamento do parque indica a continuação da viagem até Ouro Preto. Trajeto de 01H30 para 110 km. Instalação no hotel e noite livre.
Entrada em Inhotim incluída. Refeições não incluídas. Pernoite no hotel.
Obs. O Instituto Inhotim está fechado às segundas.

DIA 18 : OURO PRETO & MARIANA / VISITA
Às 09:00, encontro no lobby do hotel com o guia de turismo. A riqueza extraída das minas, no século XVIII, fez deste conjunto arquitetônico parada obrigatória para os amantes da arte e da arquitetura. Visitas, em meio a casas ornamentadas, aos templos religiosos: Nossa Senhora do Pilar, …, onde emerge o gênio dos mestres Aleijadinho, Athaíde e seus discípulos. A visita continua em Mariana, a 10 Km de Ouro Preto. Esta cidade singular está intacta desde o assentamento português: uma barganha! Visita da catedral e do pelourinho. O dia termina em busca dos esplendores de Ouro Preto. Visita do Museu do Oratório e do Museu da Mineralogia. Noite livre.
Entradas não incluídas. Refeições não incluídas. Pernoite no hotel.
Obs. Às segundas-feiras, a maioria das atrações estão fechadas em Ouro Preto – sextas-feiras às 11:30 e aos domingos às 12h15, um órgão toca na Catedral Matriz de Santo Antônio de Mariana.

DIA 19 : OURO PRETO – CONGONHAS – TIRADENTES
Pela manhã, de acordo com os desejos, a visita de Ouro Preto continua. Depois do almoço, direção ao sul até Congonhas. Trajeto de 01H30 para 70 km. A colina com vista para a cidade é o lar de uma obra-prima de Antonio Francisco Lisboa: “o Aleijadinho”. Doze alegorias, de tamanho real, esculpidas no sopé da basílica de Bom Jesus dos Matosinhos. Um conjunto classificado pela Unesco. A tarde é consumida em estradas sinuosas rumo a Tiradentes, uma pequena cidade preservada desde a era colonial. Trajeto de 02H00 para 115 km. Instalação no hotel seguida de uma visita entre ruas de paralelepípedos, restos barrocos e ateliês; um refúgio bucólico no coração dos vales dourados.
Entradas não incluídas. Refeições não incluídas. Pernoite no hotel.
Obs. Às segundas-feiras, a maioria das atrações estão fechadas em Ouro Preto – nas sextas, sábados e domingos existe uma viagem de trem a vapor entre São João del Rei e Tiradentes.

DIA 20 : TIRADENTES – RIO DE JANEIRO
A visita continua, nesta manhã, na na cidade de São João del Rei, de acordo com os desejos. Após o almoço, direção ao Rio de Janeiro. Trajeto de 04H00 para 330 km. Uma partida antecipada de Tiradentes permite uma parada final em Petrópolis, um resort de férias para a família Real brasileira. Visita do Museu Imperial, da Catedral e do Palácio de Cristal. Redescoberta do aviador Santos Dumont e de sua história, visitando sua casa incomum. Chegada no Rio de Janeiro e instalação no hotel.
Refeições não incluídas. Pernoite no hotel.
Obs: às sextas, sábados e domingos é possível fazer um passeio em trem a vapor entre Tiradentes e São João del Rei.

DIA 21 : RIO DE JANEIRO – PARATY
Às 09:00, encontro no lobby do hotel e translado em veículo privado até Paraty. Trajeto de 04H00 para 260 km. Instalação no hotel e final do dia livre para visitar o centro histórico desta cidade classificada como Patrimônio Mundial pela Unesco. A cidade revela, após um século de isolamento, suas requintadas mansões coloniais, sua vida cultural transbordante e seu clima romântico. Retorno ao hotel no final da tarde. Noite livre.
Refeições não incluídas. Pernoite no hotel.

DIA 22 : PARATY – PRAIA DO SONO – PONTA NEGRA
Às 09:30, encontro no lobby do hotel com o guia de turismo. Ele acompanhará o grupo em sua caminhada em torno da península de Juatinga e Saco do Mamangua. Embarque em uma linha de ônibus até Laranjeiras. A aventura começa. A trilha corre ao longo da costa e através da Mata Atlântica antes de chegar à Praia do Sono. 01H30 de caminhada. A Praia do Sono é um ponto ideal para almoçar e relaxar. Agora é hora de recomeçar a caminhada e buscar novo encontro em Ponta Negra, local de pernoite. 90 minutos de caminhada silenciosa nas praias abandonadas. O jantar é à luz de velas, balançado pelo som das ondas.
Refeições não incluídas. Pernoite em chalé.

DIA 23 : PONTA NEGRA / LIVRE
Dia livre na aldeia de Ponta Negra onde as opções de atividades são numerosos:

  • banho de mar na Praia dos Antigos,
  • caminhadas pela costa, incursão na floresta tropical,
  • ascensão até o Pico do Cairuçu,
  • caminhada até a Cachoeira do Saco Bravo,
  • pesca ou partida de futebol com os habitantes da aldeia,
  • relaxamento e banho nas cachoeiras da águas claras,

Refeições não incluídas. Pernoite em chalé.

DIA 24 : PONTA NEGRA – PRAIA DO SONO – PARATY
Café da manhã à beira-mar. Às 10:00, partida em companhia de um guia até Laranjeiras. É hora de dizer adeus ao paraíso de Ponta Negra. Após a praia e a Cachoeira do Regato, a trilha se inclina pela encosta antes de entrar na floresta. As praias reaparecem em breve. 01H30 caminhada até a Praia do Sono. Almoço em uma cabana e tempo livre, na praia, antes de recomeçar o trajeto para chegar a Laranjeiras. 01H30 de caminhada. O caminho corre ao longo do oceano e fornece uma última subida antes de encontrar o asfalto. Em Laranjeiras, embarque em uma linha de ônibus até Paraty. Trajeto de 00H35. Sem recepção na rodoviária de Paraty; chegada ao hotel por meios próprios. Noite livre.
Refeições não incluídas. Pernoite no hotel.

DIA 25 : PARATY – RIO DE JANEIRO / PARTIDA
08H00 horas antes da decolagem, translado em veículo privado até o aeroporto do Rio de Janeiro. Trajeto de 04H00 para 260 km. Voo doméstico / internacional (hora e número de voo a serem especificados).
Refeições não incluídas.

Veja outros Roteiros