+55 (21) 2567-8841 / +55 (21) 97631-1719 / +55 (21) 98332-6584 info@aquarelas.tur.br

Abecedário Brasileiro

Aquarelas: Explorar, sentir, vibrar, Brasil!

Um alfabeto, é um substantivo masculino, originário do latim A, B, C, D ou abecedarius. Introduz todos os símbolos de um alfabeto através de um meio visual: livro, cartaz, bordado… Os ABCs são materiais de ensino e descoberta muito difundidos.

E, como Albert Jacquard, um geneticista revolucionário francês, disse: E o objetivo de toda a educação deveria ser projetar todos na aventura de uma vida para descobrir, guiar, construir.

Aquarelas apresenta aqui seu ABCDaire do Brasil. Vinte e seis palavras ilustradas pelo texto e pela imagem. Um alfabeto lúdico para descobrir, um animal, um personagem, um parque nacional, um gênero musical, como tantas janelas abertas sobre o gigante brasileiro.

A de Amazônia

Este rio mítico também é o nome da maior região do Brasil. Ele abrange três estados, três fusos horários. A maior bacia de água doce em nosso planeta alimenta muitos propósitos. As pessoas locais lutam para preservar o meio ambiente como base para o sustento. Os empresários estão interessados nas riquezas do solo e do subsolo. As autoridades públicas arbitram visando manter e garantir o equilíbrio desta região geopoliticamente

B de Berimbau

Este estranho instrumento musical é a alma da Capoeira, herança cultural brasileira, mistura de dança e luta. Suas origens remontam aos confins das civilizações. Ele seria o contemporâneo dos arcos musicais usados pelos primeiros homens. Consiste em uma cabaça, uma vara e um fio de aço. Uma baqueta, “um caxixi” (chocalho de vime fechado contendo sementes) e um “dobrão” (moeda) são necessários para desenhar as mais belas tonalidades. O treinamento é essencial para dominar o peso do instrumento antes de balbuciar.

C de Caipirinha

Mundialmente conhecida e reconhecida, a bebida brasileira é feita de cachaça (álcool de cana-de-açúcar), limão, açúcar e cubos de gelo. Este emblema nacional, nascido no século XIX, é a contração de duas palavras: a primeira, “caipira”, para os camponeses, o segundo é o diminutivo da língua portuguesa. Hoje, existem diversas formas de apreciá-la, com sabor a maracujá, kiwi, morango e gengibre. Bem administrada, refrescante, servida com um canudo e um bom sorriso, ela é uma armadilha para os turistas que abusam.

D de Dom João VI

O príncipe regente de Portugal chega no Rio de Janeiro depois de ter fugido dos exércitos napoleônicos, em 1808. A partir de sua chegada, ele inicia muitas reformas na cidade. Os portos são abertos ao comércio; o Banco do Brasil, o Tesouro Público e o Jardim Botânico são criados. Uma missão artística francesa é convidada a dar ao jovem reino um esplendor europeu. Uma colônia por muito tempo deixada de lado se recuperou. Ele retornará a Portugal, deixando para o filho o cuidado de continuar seu trabalho e a necessidade de proclamar a independência. Será feito em 7 de setembro de 1822.

E de Etanol

Etanol = CH3 CH2OH = álcool etílico, presente em todas as bebidas alcoólicas. Ele é conhecido como um agente de ressaca! Ao lhe hidratar com leveduras e purificar por destilação, ele transforma-se em biocombustível. O Brasil é o principal produtor e país pioneiro dessa energia renovável. É necessária uma tonelada de cana-de-açúcar para produzir 90 litros de etanol. Em 30 anos, o Brasil reduziu em 800 toneladas suas emissões de CO2. Uma curva que quer subir.

F de Futebol

Georges Miller, escola inglesa, oferece 2 bolas para pessoas locais. Logo a sociedade se apodera desse esporte e se associa por trás das façanhas da “seleção”. O futebol está se transformando em uma paixão nacional. Elevador social, que fornece aos “grandes” jogadores da Europa que sonham com Pelé, Zico, Ronaldo, …. Os anjos quebrados são muitos, felizmente o prazer dos fãs permanecerem durante as “peladas” inflamadas de fim de semana. O país finalizará 2017 com 243 clubes centenários, um recorde!

G de Guaraná

Provenientes da Amazônia, suas vagens vermelhas escondem um púlpito branco e um núcleo usado em vários campos (farmacêuticos e alimentares). Esta pequena fruta possui propriedades antioxidantes, energizantes e afrodisíacas. O pó de guaraná aumenta a resistência física e mental estimulando o sistema nervoso central. Consumir doses elevadas pode até ser viciante. No entanto, o derivado mais conhecido e inofensivo é uma bebida gaseificada bem conhecida pelos brasileiros. Para consumir gelada com um quarto de laranja.

H de Havaianas

Esta sandália de borracha, uma vez considerada o sapato dos pobres, é hoje a última das praias do mundo inteiro. Uma evolução dramática para esta marca de 50 anos. As havaianas são distribuídas em 80 países, vendendo mais de 160 milhões de pares por ano. Disponível em muitas cores e formas, resistente e barata, elas são uma ótima ideia de presente para seus entes queridos. A lenda diz que todo brasileiro tem pelo menos 2 pares.

I de Ipanema

Este distrito fundado em 1894 viveu na sombra de Copacabana, símbolo incontestável do Rio de Janeiro. O movimento demográfico e cultural reverteu a hierarquia. Ipanema é hoje o “bairro moderno”. A juventude se apega à sua praia, restaurantes e bares, enquanto os ricos se encontram em residências climatizadas e boutiques de luxo. Passear é importante para se entender a dimensão bucólica do bairro onde a bossa nova nasceu, junto com seu hino, “garota de Ipanema”.

J de Juscelino Kubitschek

Eleito presidente do Brasil em 1955, pretende desenvolver o país 50 anos em 5. Um projeto faraônico cujos principais objetivos são a produção industrial nacional (transporte, energia, alimentos) e o povoamento do planalto central do Brasil. A capital Rio de Janeiro é transferida para Brasília. Uma grande popularidade e o influxo de capital estrangeiro permitem inaugurar Brasília, nova capital federal, em 20 de abril de 1960. JK seria eleito em 2001, brasileiro do século.

K de restaurante a Kilo

Esses estabelecimentos concorrem há muito tempo com o desenvolvimento de restaurantes de fast food no Brasil. Eles estão presentes em todo o país e propõem um conceito, pela minha parte, nunca visto em outro lugar. Você paga o peso dos alimentos no seu prato. Um grande buffet de saladas, pratos quentes, carnes grelhadas, pratos em molho estão disponíveis para os esfomeados. Experiência de um almoço típico e barato a não perder. O quilograma de alimentos varia entre 15 e 60 reais.

L de Legal

É um adjetivo, composto por 2 vogais e 3 consoantes, provenientes do latim “legalis” (relativo à lei), “lex” (lei), “light” (escolher, reunir). Essas três raízes revelam o primeiro uso dessa palavra. Isto é: que é estabelecido pela lei escrita, que está de acordo com a lei. Seu significado e sua ortografia não são diferentes no Brasil, mas a linguagem atual deu-lhe um significado diferente. O de “maneiro”, que inclui uma grande quantidade de adjetivos positivos. Junto com a palavra, vem junto o polegar e o sorriso tão característicos em todo o país.

M de Maracaña,

É como é chamado o estádio de futebol do Rio de Janeiro. Lugar mítico onde os maiores nomes do “futebol brasileiro” foram medidos. Construído para a Copa do Mundo de 1950, a lenda diz que 200 mil pessoas testemunharam a derrota do time brasileiro na final, que perdeu de 2X1 para o Uruguai. O estádio foi também o cenário da final da Copa do Mundo de 2014 entre Alemanha X Argentina. Nesta ocasião, os europeus derrotaram os rivais centenários dos brasileiros.. ufa!

N de Oscar Niemeyer

Arquiteto centenário, é conhecido em todo o mundo por idealizar os edifícios de Brasília. Discípulo de Le Corbusier, ele desafia a monotonia da arquitetura contemporânea: reta e inflexível. Exacerba as curvas, nascidas das montanhas, do mar e da mulher. Uma fonte de inspiração que ele carrega no seu sangue Carioca. Seu trabalho não se limita a Brasília. A ele devemos: a sede das Nações Unidas em Nova York, o Parque Iberapuera em São Paulo, o “Puerto de la Musica” na Argentina, … O país lamenta seu recente desaparecimento.

O de Onça pintada

O maior predador sul-americano, ameaçado de extinção e hábitos solitários, reina nas planícies e planaltos do Brasil. Carnívoro, se alimenta de mamíferos, cobras e anfíbios. Pode atingir 210 centímetros de comprimento e pesar até 150 quilos. A sua sobrevivência é ligada ao comportamento humano de invasão de sua área de caça, que pode chegar a 80 quilômetros quadrados. É possível observá-lo na região do Pantanal. Fora de seu habitat, esse símbolo nacional é observado nas notas de R $ 50.

P de Parque National da Serra da Capivara

Localizado no estado do Piauí, é um museu ao ar livre. Uma área de 129.000 hectares, classificada desde 1991 como patrimônio cultural mundial pela UNESCO, onde o homem pré-histórico deixou muitos vestígios. Pinturas e gravuras em rocha de 12 mil anos adornam 400 sítios arqueológicos e representam a fauna, ritos e vida cotidiana do Homo sapiens-sapiens. Um sitio turístico etno-ecológico único que seria o berço do homem sul-americano.

Q de Queijo Minas

Queijo redondo feito a partir da técnica portuguesa de fazer queijo coalhado com leite fresco. É produzido principalmente no estado de Minas Gerais e, portanto, o leva em seu nome. É comida amplamente consumida pela população. Pode ser servido no café da manhã fatias, sanduiches, para a sobremesa acompanhada de goiaba. Caracteriza-se por um toque levemente salgado. Desenvolve uma leve amargura à medida que envelhece. Oficialmente conhecido como Patrimônio Cultural Imaterial Brasileiro, o queijo faz parte da tradição gastronômica brasileira.

R de Roberto Carlos

Cantor e compositor, ídolo da antiga juventude. Possui mais de 50 anos de carreira, que passou pelos principais movimentos musicais. Seus sucessos de rock a pop representam a variedade da cultura popular. Ele compartilha com Pelé, o melhor jogador da história do futebol, o apelido de “o rei”. Ele agracia suas fãs distribuindo rosas durante seus concertos e cultiva algumas curiosidades como o carro e o guarda-roupa exclusivamente azul e branco.

S de Samba

Este termo define o gênero musical e a dança que deriva de uma mistura de estilos africano e brasileiro. Aparece na região da Bahia, no século XVII, mas assume toda a sua dimensão no Rio de Janeiro para se tornar uma marca da identidade nacional. Associado à imagem do malandro, acompanha a percussão e conta o dia-a-dia das camadas mais pobres da sociedade. O “samba de roda” entrou na história em 2005 como o Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade. Homenagem póstuma aos mestres Pixinguinha, Elis Regina, Cartola…

T de Tuiuiú

Este grande pássaro é um dos símbolos do Pantanal brasileiro. O “Jabiru mycteria” é um pássaro da família cegonha. Facilmente reconhecível pelo seu tamanho (até 1,60 metros), sua envergadura (até 3 metros), a garganta avermelhada e o bico alongado. Ele mora em colônias perto de rios e lagoas e se alimentam de peixes, moluscos e anfíbios. Eles constroem apenas um ninho na vida e aumentam-no a cada ano. A espécie não está ameaçada e seus predadores são poucos, sua carne não é apta para consumo.

U de Urucum

É uma fruta extraída de “Bixa orellana”, uma árvore nativa da América tropical. Suas vagens espinhosas escondem cerca de cinquenta sementes, das quais os nativos extraem um pigmento vermelho usado como pintura corporal. Este ornamento tradicional também serve como protetor solar e repelente. A medicina tradicional utiliza o urucum por suas variadas virtudes curativas. As sementes são usadas em cosméticos pois são muito ricas em vitamina A e cálcio. Suas folhas são usadas para limpar os brônquios e reduzir o colesterol.

V de Vidigal

É uma das mais de 700 comunidades, “favelas”, do Rio de Janeiro. Localizada no pé “morro dos dois irmãos” e no final da praia do Leblon, era uma zona de refúgio ilegal de narcotraficantes armados. Ação federal e municipal em conjunto introduziu serviços públicos básicos. Para a grande maioria dos moradores, um alívio. E os resultados positivos são vistos a olhos nus. Os turistas frequentam a comunidade, revelando seus talentos e recebendo muitos eventos culturais. A afirmação de um lugar de vida popular.

W de Wilson Simonal

Cantor carioca, animava os bailes de seu regimento antes de tomar os clubes da cidade. O cantor é revelado aos olhos do Brasil. Os sucessos estão por toda a parte e ele recebe um programa de televisão em horário nobre. Nesta época, uma façanha para um homem negro. Enquanto a ditadura prevalece e jovens cantores vão para o exílio, Simonal escolhe ficar. Perto do poder, ele rapidamente se torna um inimigo. Os erros se acumulam e com eles vem a difamação. Este que popularizou a canção “País Tropical” morreu esquecido por todos.

X de Xingu

Palavra de dialeto indígena que significa “boas águas”. É o nome de um rio que atravessa o planalto central do Brasil e também de uma reserva nativa de 30 mil quilômetros quadrados criada em 1961. Vinte anos de luta foram necessários para os irmãos Villas Bôas, aventureiros, antropólogo e biólogo, para apresentar no Brasil a preservação de culturas e populações indígenas. Uma dúzia de grupos étnicos vivem neste território. Mas a luta continua, contra o progresso industrial, a favor do alargamento da reserva do Alto Xingu.

Y de Yemanja

Ela é a divindade das águas, a mãe do mundo, na religião afro-brasileira. O candomblé é um culto que mistura ritos indígenas, crenças africanas e catolicismo. Foi introduzido no Brasil em meio ao tráfico de escravos. Seu elemento é água, suas cores são prata, azul e branco; o dia dela é sábado; seus simbolos são a espada, a faca, o peixe, os braceletes e as conchas; o seu equivalente sincrético é Santa Maria. Muitos tributos são pagos em 31 de dezembro, como flores e barcos colocados no oceano.

Z de Zumbi dos Palmares

Negro, nascido livre no século XVII em um dos mocambos do Quilombo dos Palmares. É um dos principais símbolos da resistência negra contra a escravidão. Aos 25 anos, líder de uma comunidade de 30 mil pessoas, ele resiste ao governo central. Zumbi vai lutar 20 anos pela liberdade das populações escravas no Brasil colonial. Traido, ele será assassinado em 20 de novembro de 1695. O dia de sua morte, feriado nacional, é celebrado por muitas manifestações culturais e religiosos.